O Consórcio Antiferrugem relatou, na sexta-feira (2/12), mais um caso de ferrugem asiática da soja, o primeiro em uma lavoura de Mato Grosso do Sul na safra 2016/2017. A doença foi identificada pelo pesquisador José Fernando Grigolli, da Fundação MS, no município de Amambaí.

“A lavoura onde foi encontrada ferrugem fica na região de fronteira do Estado, onde a soja foi semeada em grandes áreas logo após o final do vazio sanitário e o regime de chuvas foi regular”, diz o comunicado.

De acordo com o Consórcio, a região historicamente apresenta ocorrências de ferrugem. A recomendação para o produtor é intensificar o monitoramento e a proteção das lavouras.

No mesmo comunicado, a instituição relata a descoberta de outro caso, em Itaberá (SP). É o segundo em lavouras paulistas neste ciclo. Com isso, ao todo, são 4 ocorrências de ferrugem registradas nas plantações de soja pelo país. As duas primeiras haviam sido confirmadas em Taquarituba (SP) e Castro (PR).

Fonte: Revista Globo Rural

Compartilhe esse post!