A produção mundial de açúcar na safra global 2017/18, que se inicia apenas em outubro do ano que vem, pode registrar incremento de 8,5 milhões a 13,5 milhões de toneladas, projetou nesta segunda-feira (7/11), o diretor-gerente da LMC International, Martin Todd, durante o Seminário Internacional do Açúcar 2016, realizado em São Paulo.

“O Brasil pode aumentar a fabricação em até 1 milhão de toneladas, para entre 39 milhões e 40 milhões de toneladas. Apesar da perspectiva de uma safra de cana menor, as usinas estão investindo em aumento da capacidade de cristalização”, citou.

Quanto a outras regiões, Todd afirmou que a Índia pode elevar sua produção em até 3,5 milhões de toneladas, para 26 milhões de toneladas, caso as condições climáticas retornem à normalidade. Na Tailândia, o aumento potencial é de 2,5 milhões de toneladas, para até 12,5 milhões de toneladas. A União Europeia pode ter incremento semelhante, para mais de 20 milhões de toneladas, com o fim do regime de cotas de produção no bloco.

 

Fonte: Globo Rural