Com a previsão de uma safra americana de soja e milho mais alta, os preços internacionais desses grãos caíram. Entretanto, as cotações poderão se recuperar ao final da colheita americana e se manter caso seja confirmado a influencia do La Niña na safra da América do Sul, contou o analista Paulo Molinari, da consultoria Safras & Mercado.

O analista explica que o La Niña pode trazer estiagens a Argentina e ao Rio Grande do Sul, e com isso os preços podem voltar a aumentar no período. Além disso, ele ressaltou que o cambio brasileiro pode melhorar muito, a partir da definição da política brasileira. “O cambio brasileiro pode melhorar em agosto, com a definição deste novo governo. Se os juros americanos aumentarem e os nosso diminuírem o cambio brasileiro ficará muito favorável”, afirmou Molinari.

Fonte: Projeto Soja Brasil