A Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja) lançou nesta semana o Informe Técnico 129 divulgando os resultados de pesquisas que testaram a eficiência de fungicidas no combate à ferrugem asiática. Os estudos fazem parte de ensaios em rede coordenados pela Embrapa Soja, que foram apresentados na XXXV Reunião de Pesquisa de Soja, entre dias 05 e 06 de julho, pela Fitopatologista Dra. Claudia Godoy.

“Essa divulgação é uma forma de ajudarmos nossos associados na tomada de decisão em relação às melhores táticas contra a doença”, alerta Eduardo Vaz, analista da Comissão de Defesa Agrícola da Aprosoja. Afinal, no mercado há mais de 100 opções de produtos registrados no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

A ferrugem asiática da soja é uma doença causada pelo fungo Phakopsora pachyrhizi, sendo atualmente uma das maiores ameaças fitossanitárias. O prejuízo, historicamente, tem sido de 10% a 90% em todo o País, conforme estudos (SINCLAIR; HARTMAN, 1999; YORINORI et al., 2005).

De acordo com a Embrapa, as práticas de manejo mais indicadas são adotar cultivares de ciclo precoce, efetuar a semeadura dentro dos prazos recomendados, eliminar plantas de soja voluntárias, realizar o Vazio Sanitário e monitorar a lavoura em todas as etapas do ciclo agrícola. Outra orientação é usar fungicidas eficientes. O emprego de cultivares com gene de resistência também pode contribuir nas ações de controle da ferrugem.

Fonte: Assessoria de Comunicação APROSOJA

Compartilhe esse post!