Nas últimas duas edições da Expointer, o cavalo Crioulo representou aproximadamente 80% do faturamento na venda de animais na feira. A expectativa do mercado é que este ritmo se mantenha, trazendo mais uma vez a raça como destaque de comercialização no evento de 2016. No total serão oito leilões realizados e que iniciarão no dia 24 de agosto, antes mesmo da abertura dos portões ao público.

A Trajano Silva Remates será responsável pelas vendas em cinco destes oito leilões. Na avaliação do diretor da leiloeira, Marcelo Silva, a raça Crioula deve manter o ritmo de crescimento, mesmo que um pouco menor que em outros anos. A perspectiva, conforme o dirigente, é de que a liquidez, que vem sendo a tônica do mercado no ano, deve ser mantida. “A liquidez deve ser total e os números médios ficando dentro do que é esperado nos dará uma tranquilidade muito grande. A raça não parou. Tivemos uma diminuição da velocidade de crescimento mas não parou. Isso é fundamental”, ressalta.

A agenda de leilões da Trajano Silva Remates começa no dia 24 de agosto com o leilão Sueños. No dia 25 de agosto será a vez do evento da Estância Vendramin, de Palmeira (PR), No dia 27 de agosto ocorrerá o leilão anual da Cabanha Santa Angélica, de Pedras Altas (RS). No dia 29 de agosto será a vez do evento das cabanhas Boa Vista e Maior, de Vacaria (RS) e Painel (SC) respectivamente. Fecha a agenda o leilão da cabanha Maufer, de Cruzeiro do Sul (RS), no dia 30 de agosto.

Fonte: Agro Link