O programa Mercado da Terra, que vai ao ar pelo Canal Rural nas segundas, quartas e sextas-feiras às 8h da manhã, trouxe, nesta última quarta-feira (1), duas ótimas oportunidades de investimento para produtores em busca de fazendas com aptidão para a pecuária.

A primeira delas é uma novidade entre as ofertas rurais da Nilo Imóveis, fica no extremo sul do Brasil, no município de Rio Grande, no Rio Grande do Sul. Os 535 hectares de terras planas estão localizados a 30 km do Porto de Rio Grande, um dos maiores do país, o que contribui para a logística de exportação, diminuindo os custos de transporte da produção até o escoamento.

O consultor da Nilo Imóveis, Fernando Gravina, destaca a propriedade como um grande potencial de investimento por dois fatores. Primeiramente, ela possui uma estrutura voltada para a pecuária, com energia elétrica, casa sede, galpão com cocheiras e uma capacidade para 450 bois para engorda. Mas isso não exclui a tentativa de investimento na agricultura, principalmente pela facilidade de escoamento da produção, segundo fator apontado por Gravina. O Porto de Rio Grande possui uma forte exportação de granéis agrícolas – só em 2014 foram 20 milhões de toneladas de grãos, cerca de 60% do total de produtos. Sendo o principal deles a soja, no último ano foram 8,5 milhões de toneladas exportadas por Rio Grande.

– Hoje, o Porto de Rio Grande é um dos mais importantes do país no escoamento da soja. Além do gado bovino, tanto com os contratos de exportação para o Líbano – que vêm sendo feitos há um ou dois anos, quanto pela liberação da exportação de carne para os Estados Unidos, na qual a expectativa para o primeiro ano é de mais de 100 mil toneladas a mais do que já é exportado para lá, acrescenta Gravina.

A segunda propriedade está localizada na região noroeste de Minas Gerais, no município de Arinos, distante apenas 21 km da cidade de Uruana de Minas pela rodovia LMG 638. A grande vantagem da propriedade com 577 hectares de extensão é o fato de ela possuir uma estrutura completa para a criação de gado, principalmente no período de seca. São 14 divisões, todas equipadas com caixas d’água (10 mil litros), além de 2 reservatórios de água (50 mil litros), um tanque australiano (100 mil litros), 1 represa e 4 tanques de água para gado.

Outro destaque da fazenda é que em mais de 460 hectares, os pastos estão todos formados, sendo que 250 ha foram reformados recentemente, no ano de 2014. Ou seja, mais da metade da área produtiva da fazenda está pronta para uso, e, segundo o consultor Luis Henrique Pereira, “isso alivia muito o investimento inicial de quem está adquirindo uma fazenda com atividade voltada para a pecuária”.

Pereira também destaca a facilidade na compra da propriedade pelo fato da fazenda já estar pronta para a atividade: “quem adquirir a fazenda não vai ter que investir nem um centavo em melhorias, é simplesmente transferir a escritura da terra para o nome da pessoa e colocar o rebanho de cria no pasto”. A propriedade ainda conta com uma sede com 3 suítes, uma casa para funcionários e um barracão para equipamentos, além de um curral completo para a lida de gado.