Com crescente participação e chance de chegar a 50% das exportações de frango do país no médio prazo, o estado do Paraná atingiu 35% da marca nacional no primeiro semestre de 2015, mostra estudo com base nas estatísticas oficiais. O índice era de 24% até o primeiro semestre de 2011.

O estado atingiu 692,76 mil toneladas, crescimento de 17,8% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram exportadas 588,02 mil toneladas, aponta o Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas do Paraná (Sindiavipar).

– Ainda que penalizada por diversos reajustes em seus insumos de produção, como no caso da tarifa de energia elétrica, a avicultura brasileira teve um primeiro semestre de recordes em 2015, com o Paraná firme em sua liderança – disse o Sindiavipar em nota.

As exportações incluem frangos inteiros, cortes, salgados, processados e embutidos. O faturamento da exportação estadual cresceu 8% (de US$ 1,06 bi para US$ 1,14 bilhão).

A produção estadual de aves acompanha o aumento na demanda de exportação. O Sindiavipar informa que foram abatidas 800,76 milhões de aves de janeiro a junho, 5,7% a mais que as 757,08 milhões do mesmo período de 2014. A expectativa é que o crescimento da produção seja de 5% no ano, puxado por exportações 7% maiores.

– Com os novos investimentos que as indústrias têm realizado e as expectativas de crescimento contínuo, é possível que, em um futuro próximo, o Paraná responda por até 50% dos resultados avícolas brasileiros – afirma o presidente do Sindiavipar, Domingos Martins.

 

Fonte: Gazeta do Povo

Compartilhe esse post!