A estimativa da produção brasileira de grãos em 2015 foi elevada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na comparação com o levantamento feito em maio, na qual a safra nacional teria produção 4,2% superior à obtida em 2014. Se confirmado, o volume final de colheita em 2015 será 6,7% maior que no ano passado, cerca de 205,8 milhões de toneladas.

A estimativa para colheita de arroz foi elevada em 1,9% em relação ao ano anterior. No caso da soja, houve expansão de 11,6%. Quanto ao milho, a alta foi de 2%. Em relação à área de cultivo, o IBGE projeta ampliação de 1,9% entre 2014 e 2015, para 57,5 milhões de hectares.

Segundo a estimativa, o Centro-Oeste será responsável pela maior parte da produção (41,6%), com 85,7 milhões de toneladas. Em seguida aparece Sul (37,6%, com 77,4 milhões de toneladas), Sudeste (9,1%, com 18,7 milhões de toneladas), Nordeste (8,8%, com 18,1 milhões de toneladas) e Norte (2,9%, com 6 milhões de toneladas).

Arroz, milho e soja, somados, representaram 91,9% da estimativa da produção e responderam por 86,1% da área a ser colhida, detalhou o instituto. Em relação ao ano anterior, houve acréscimos de 5,5% na área da soja, aumento de 0,8% na área de milho, e recuo de 3,5% na área de arroz. Confira os 26 produtos analisados e suas estimativas de produção em relação a 2014:

 

Aumento:

– Amendoim em casca primeira safra: 0,2%

– Amendoim em casca segunda safra: 5,4%

– Arroz em casca: 1,9%

– Aveia em grão: 47,9%

– Café em grão arábica: 1,7%

– Cebola: 2,2%

– Cevada em grão: 24,1%

– Feijão em grão primeira safra: 2,2%

– Mamona em baga: 138,8%

– Mandioca: 4,4%

– Milho em grão segunda safra: 4,2%

– Soja em grão: 11,6%

– Trigo em grão: 8,3%

 

Queda:

– Algodão herbáceo em caroço: -7,4%

– Batata inglesa primeira safra: -0,7%

– Batata inglesa segunda safra: -3,1%

– Batata inglesa terceira safra: -20,6%

– Cacau em amêndoa: -10,6%

– Café em grão canéfora: -17,6%

– Cana-de-açúcar: -1,5%

– Feijão em grão segunda safra: -2,7%

– Feijão em grão terceira safra: -6,8%

– Laranja: -6,9%

– Milho em grão primeira safra: -1,4%

– Sorgo em grão: -5,5%

– Triticale em grão: -13,9%

Fonte: Gazeta do Povo