O tempo mais seco permitiu a retomada da colheita de café arábica nas regiões cafeeiras do Brasil, favorecendo também a secagem dos grãos, inclusive aqueles colhidos nas semanas anteriores. A informação é do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).

Apesar disso, o percentual colhido ainda é inferior ao do mesmo período do ano passado, ponderou o órgão da Universidade de São Paulo (USP). E ressalta também que o café desta safra, de maneira geral, não tem apresentado boa qualidade em relação aos anos anteriores.

A intensificação recente da colheita tem aumentado a entrada de novos lotes nos armazéns, mas, segundo colaboradores do Cepea, “o percentual de grãos com peneiras superiores (mais valorizados) está menor que o das safras passadas”.

 

Fonte: Reuters