O turismo rural é uma modalidade de turismo que contempla um contato mais direto com a natureza, a agricultura e as tradições locais, através da hospedagem domiciliar em ambiente rural e familiar. A exploração desse tipo de atividade tornou-se comum a partir da década de 70, como resposta ao aumento e diversificação da procura turística. Desde então, em todos os cantos do Brasil, o turismo em espaço rural se multiplica e reúne um número cada vez maior de adeptos.

Então que tal aproveitar o bom momento dessa modalidade e investir em uma fazenda com aptidão turística no Mato Grosso do Sul? O programa Mercado da Terra desta segunda-feira trouxe para os telespectadores do Canal Rural uma possibilidade de investimento em turismo rural no município de Corguinho, região central do Estado.

Com estrutura de hotel-fazenda, a área de 1.013 hectares possui uma sede belíssima, duas casas para funcionários, galpão, açudes, represa, mangueiro completo e água natural. A principal atividade é a pecuária, e a proximidade dos frigoríficos da região agrega valor à propriedade. A qualidade do solo e das pastagens também impressionam – o solo é misto e o capim brachiaria brizantha tem boa produção e germinação.

Newton Cavalcanti, consultor da Nilo Imóveis, destaca a viabilidade logística da fazenda, que fica a 42 quilômetros da cidade de Corguinho e a 80 quilômetros da capital Campo Grande:

– A logística facilita tanto para a criação de gado quanto para a exploração de turismo rural. Foi feito um estudo pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), e o ecoturismo é hoje o segundo principal interesse dos turistas de lazer – só perde para a praia. E a propriedade de Corguinho está totalmente dentro desse do contexto. Além de estar na entrada do bioma Pantanal, está em cima da Serra de Maracaju, com vista para belíssimas planícies do Pantanal. Ou seja: está no local ideal para o ecoturismo internacional – enfatiza Cavalcanti.

A fazenda possui 20% de reserva legal averbada e já está com o Cadastro Ambiental Rural (CAR) em dia.

E do Mato Grosso do Sul vamos a Rio Pardo, município gaúcho em pleno desenvolvimento agrícola. Lá, o empresário do campo encontra terras férteis e ótima estrutura, inclusive para irrigação. Para o especialista de imóveis rurais Fernando Gravina, “a região possui todas as características para se tornar o maior polo agrícola do Rio Grande do Sul em poucos anos”.

Com 690 hectares, sede completa, segunda casa excelente, galpões e mangueira, a Fazenda Pederneiras está pronta para ser ocupada! Localizada na divisa com o município de Cachoeira do Sul, a propriedade possui barragens para irrigação e água de rio para instalação do sistema de pivô central. Com relevo de coxilhas suaves e solo propício para a agricultura, Gravina ressalta que “a fazenda, hoje, é voltada à pecuária – apesar de não estar sendo utilizada -, e conta com boas cercas, curral, mangueira, manejo pronto, com grande possibilidade de se investir no sistema lavoura-pecuária”.

A logística da Fazenda Pederneiras é privilegiada: ela fica a somente 15 quilômetros da BR-290, a 150 quilômetros da capital Porto Alegre e a aproximadamente 300 quilômetros do porto de Rio Grande pela BR-471. “O investidor só tem a ganhar ao adquirir a Pederneiras, pois além das terras pertencerem a uma região de grande expansão de soja, o clima e o tempo também são aliados para o cultivo do grão e de outras culturas” – finaliza Fernando Gravina.

Então, está esperando o que para entrar em contato com um consultor da Nilo Imóveis?