Hoje foi dia de voltar ao Centro-Oeste do Brasil e rever duas propriedades já ofertadas pela Nilo Imóveis no programa Mercado da Terra, do Canal Rural. Uma em Canarana, outra em Tacuru. Em comum: a riqueza e a fertilidade do solo (sul) mato-grossense. Vamos às apresentações!

Nossa primeira parada é na Fazenda Paraná III, em Canarana, Mato Grosso. Com 2.100 hectares, a propriedade possui estrutura completa para pecuária e solo preparado para agricultura – são cinco toneladas de calcário por hectare, aplicadas em uma área de 1.000 hectares. A topografia plana, a terra vermelha e o teor de argila de aproximadamente 30% também favorecem o cultivo de soja.

A fazenda conta ainda com uma sede de 400 metros quadrado, casa para funcionário, barracão pré-moldado novo, curral em ótimo estado, poço artesiano com caixa d´água de 15.000 litros e energia elétrica. A Paraná III está com a documentação em dia, possui georreferenciamento, Cadastro Ambiental Rural (CAR) e Licença Ambiental Única (LAU).

Quanto à logística, o consultor da Nilo Imóveis Aroldo Moura explica que “há duas estradas que atravessam a propriedade – uma municipal e outra estadual -, facilitando o deslocamento e valorizando as terras”. A fazenda fica a 30 quilômetros da BR-158 e a 43 quilômetros da cidade de Ribeirão Cascalheira.

O secretário de Agricultura de Canarana, João Oster, fala sobre as vantagens de se investir no município.

– Canarana se destaca por ter uma agricultura extremamente viável, com uma média anual acima de 54 sacas/hectares de soja e acima de 90 sacas/he de milho. A pecuária de corte também é forte na região, pois o clima favorece a boa qualidade sanitária. Em se tratando de infraestrutura, o empresário rural pode contar com armazéns e abatedouros dentro da cidade e próximos daqui – salienta.

Oster também ressalta que a secretaria oferece suporte aos investidores, tanto na questão ambiental quanto na parte técnica.

Partimos de Canarana e vamos a Tacuru, no Mato Grosso do Sul. A segunda fazenda apresentada no Mercado da Terra desta quarta-feira tem 628 hectares – 480 ha de pastagens formadas e 148 ha de reserva legal -, estrutura montada para a pecuária e viabilidade para a agricultura. Segundo Newton Cavalcanti, especialista em comercialização de imóveis rurais, “o solo misto contribui para a fertilidade da terra, e ao agregarmos a possibilidade de instalação do sistema de pivô-central, o consórcio lavoura-pecuária é negócio garantido!”

A propriedade de Tacuru possui sede completa, casa para funcionários, galpão, curral, energia elétrica, um rio, açudes e nascentes naturais. Quanto à logística, as terras ficam em frente ao asfalto e bem perto dali, unidades de abate e frigoríficos facilitam a vida do produtor.

Saiba mais sobre essas oportunidades de negócio através de um dos consultores da Nilo Imóveis ou no site do Mercado da Terra.