Começou neste fim de semana, no Distrito Federal e em 21 estados brasileiros, a 11ª edição da Semana Nacional dos Alimentos Orgânicos. A iniciativa do Ministério da Agricultura tem como objetivo oferecer informações aos consumidores sobre onde encontrar os produtos orgânicos e explicar como são produzidos. A ideia é disseminar os benefícios ambientais, sociais e nutricionais desses alimentos através de cursos, seminários, debates e feiras. O tema do evento este ano é “Produtor Orgânico, parceiro da natureza na promoção da vida”.

– Queremos falar direto com o consumidor, mostrar o que está por trás do produtor orgânico. Muitas vezes, ele é associado apenas ao produto sem agrotóxico, mas é mais do que isso. É todo um trabalho relacionado com a natureza, os recursos naturais, a relação com os empregados e a biodiversidade – explica o coordenador de Agroecologia do Ministério da Agricultura, Rogério Dias.

Para ele, a demanda por esses alimentos está crescendo. O mesmo efeito ocorre com as pessoas que se dedicam à produção. De 2013 a 2014, houve aumento de 51% no número de produtores orgânicos no Brasil. “Quanto mais os consumidores entendem o que é e valorizam o produto orgânico, mais os produtores se animam a produzir”, observou Dias.

Dados do Ministério da Agricultura mostram que a área de orgânicos no Brasil abrange 750 mil hectares, contando com mais de 10 mil produtores e aproximadamente 13 mil unidades de produção.

O preço dos alimentos orgânicos, superior ao dos demais, ainda é uma reclamação frequente dos consumidores, mas o coordenador do ministério da Agricultura ressalta que é preciso levar em conta que esse é um produto diferenciado. “Não dá para ter um produto diferenciado em que você tem que adotar uma série de técnicas que acabam encarecendo e achar que isso pode não aparecer o preço”, explica Rogério Dias. Ele, no entanto, diz que com o aumento de políticas públicas para o setor é possível que os custos caiam.

Para ser considerado orgânico, segundo o Ministério do Meio Ambiente, o alimento deve ser produzido de acordo com os princípios agroecológicos que contemplem o uso responsável do solo, da água, do ar e dos demais recursos naturais, respeitando as relações sociais e culturais.

Os estados participantes da 11ª Semana Nacional dos Alimentos Orgânicos são: Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, São Paulo, Goiás, Acre, Tocantins, Roraima, Rondônia, Amazonas, Pará, Piauí, Alagoas, Sergipe, Maranhão, Bahia, Rio Grande do Norte, Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e o Distrito Federal. A programação é variada e foi definida pelas Comissões de Produção Orgânica Estaduais (CPOrgs). O evento segue até o dia 31 de maio e a programação completa pode ser conferida em www.agricultura.gov.br/semana-dos-orgânicos

Fonte: Ministério da Agricultura