Uma ótima notícia para os frigoríficos brasileiros: a China finalizou o embargo à carne brasileira, que vigorava desde 2012, e liberou importação do produto de 26 frigoríficos. Essa reabertura de mercado pode gerar receita de até US$ 520 milhões, segundo informou o Ministério da Agricultura nesta terça-feira (19).

Em audiência com a ministra Kátia Abreu, o ministro chinês da Administração de Inspeção de Qualidade e Quarentena, Zhu Shuping, assinou o documento que derruba o embargo do país asiático à carne brasileira. Ainda na manhã desta terça, durante solenidade no Palácio do Planalto, a presidenta Dilma Rousseff e o primeiro-ministro da China, Li Keqiang, oficializaram a liberação da venda de carne bovina para o mercado chinês.

Do total de plantas habilitadas, nove frigoríficos (oito de bovinos e um de aves) tiveram a habilitação oficializada hoje – ou outros 17 serão liberados até junho, segundo compromisso firmado entre os dois países. “Entreguei toda a documentação em inglês para o ministro. Ele saiu daqui com a promessa de uma cooperação rápida, de que tem toda disposição de ajudar”, disse Kátia Abreu.

Dos estabelecimentos habilitados para exportação de carne bovina, um está no Mato Grosso, cinco em São Paulo, um no Rio Grande do Sul e um em Goiás. O de carne de aves está no Paraná.

As autoridades dos dois países assinaram também o Acordo de Cooperação em Saúde Animal e Quarentena, com o objetivo de promover intercâmbio de informações visando à prevenção da disseminação de doenças animais em ambos os territórios.

Fonte: Ministério da Agricultura

Compartilhe esse post!