Hoje é dia de novidade no mercado gaúcho de imóveis rurais: a Fazenda Pederneiras, em Rio Pardo, está à venda pela Nilo Imóveis e foi apresentada no programa Mercado da Terra, do Canal Rural. Com 690 hectares, a propriedade está localizada em uma região em pleno desenvolvimento agrícola, de terras férteis e produtivas.

Além de sede completa, segunda casa excelente, galpões e mangueira, a fazenda possui ótima estrutura hídrica, com barragens para irrigação e água de rio para instalação do sistema de pivô central. Com relevo de coxilhas suaves e solo propício para a agricultura, a propriedade tem ótima logística, e fica a 160 quilômetros da capital Porto Alegre.

Para Rafael Frescura, consultor da Nilo Imóveis que estreou hoje no Mercado da Terra, “o investidor só tem a ganhar ao adquirir a Pederneiras, pois além das terras pertencerem a uma região de grande expansão de soja, o clima e o tempo também são aliados para o cultivo do grão e de outras culturas”.

Do Sul do Brasil vamos ao Centro-Oeste, no interior do Mato Grosso. É no município de Rosário Oeste que fica a Fazenda Panflora, de 8.446 hectares – mais de 2.000 com pastagens formadas –, estrutura completa para a atividade pecuária e cenário pronto para o reflorestamento. A propriedade, segundo o especialista Newton Cavalcanti, é para clientes exigentes.

– A Panflora possui uma estrutura de encher os olhos. Tem sede completa, sala de treinamento, dormitórios, refeitório, viveiro, vila de casas, garagem de máquinas e garagem para escritório, galpão-oficina, marcenaria, posto de abastecimento, lava-jato, guarita e balança, pista de pouso, baia e curral. Além disso, são 520 hectares de área de preservação permanente e reflorestamento com madeira de teca, já exportada para a Europa e com alto retorno financeiro – ressalta Cavalcanti.

A propriedade possui ainda energia elétrica em toda a sua extensão e uma represa, que facilita o abastecimento hídrico. Quanto à logística, as terras ficam no corredor do agronegócio brasileiro, a BR-163, entre os municípios de Jangada e Rosário Oeste, a menos de 100 quilômetros de Cuiabá.