O Plano Nacional de Exportações deve ser lançado até a segunda semana de junho, depois da divulgação do Plano Safra 2015/2016, prevista para o próximo dia 02. O Ministério da Agricultura prepara uma proposta para incluir no projeto o segmento do leite, já que a exportação do produto brasileiro corresponde, hoje, a apenas 1% da produção.

Questionada sobre a participação da Agricultura no projeto de exportação, a ministra Kátia Abreu disse que enquanto a produção cresce 5% ao ano o consumo avança apenas 3%. “Precisamos arrumar mercado para esse produto”, disse.

O desenho final do programa de exportação, no entanto, enfrenta o desafio do ajuste fiscal e o impasse quanto ao volume de recursos continua. O Ministério da Fazenda, de um lado, quer diminuir subsídios aos exportadores, o do Desenvolvimento, por outro, quer mais recursos.

O plano reúne um conjunto de medidas para estimular e desburocratizar as exportações. Uma das metas é atingir cerca de 30 países considerados “estratégicos” para as exportações brasileiras. Entre as prioridades do programa estão a concessão de créditos para exportação, a adoção de medidas de facilitação de comércio e a utilização de ferramentas de inteligência comercial.

Fonte: Estadão Conteúdo