A semana começa com o foco em terras mato-grossenses no programa Giro da Terra, do Canal Rural. A atração desta segunda-feira trouxe duas propriedades para comercialização, ambas com dupla aptidão: estrutura para pecuária e cultivo de grãos.

A primeira opção fica na cidade de Água Boa – também conhecida como a capital dos leilões de gado -, região nordeste do Mato Grosso e possui 1.508 hectares. Segundo Celso Blemer, consultor da Nilo Imóveis, entre as principais vantagens da fazenda podemos destacar o gado gordo – hoje, a fazenda possui cerca de 700 cabeças de gado, entre vacadas e bezerros -, pastagem sobrando, logística e chuva regular.”

A propriedade tem ótima estrutura para pecuária comercial e para cultivo de soja, o que facilita a integração lavoura-pecuária. “A dupla aptidão da fazenda deve-se graças à pastagem bem formada e ao rodízio nos pastos” – complementa Blemer.

A outra opção de negócio da Nilo Imóveis fica no município de Paranatinga, no norte mato-grossense: é a bela e produtiva Fazenda Carajás, de 12 mil hectares. A propriedade se diferencia pelo trabalho com pecuária de elite, corte e pela agricultura de qualidade. O consultor Newton Cavalcanti, responsável pela comercialização da área, ressalta que “o comprador da Fazenda Carajás vai herdar um patrimônio valioso, consolidado e seguro”.

– Um detalhe bastante relevante com relação a propriedade é a logística. Paranatinga fica numa região que conta com outras cidades bem estruturadas do Mato Grosso, como Primavera do Leste, Rondonópolis e Sorriso. A fazenda fica a 10 quilômetros do asfalto, da MT-020, e a 70 quilômetros de Paranatinga. – destaca Cavalcanti.

Quando o assunto é agricultura, o solo de silte arenoso e argiloso favorece o cultivo da soja e de culturas como o algodão e o arroz. Hoje, 4 mil hectares são destinados à plantação de arroz, soja e milho, e 5 mil hectares à pecuária.

Compartilhe esse post!