A quarta-feira foi de novidade no programa Giro da Terra, do Canal Rural. Além de trazer uma propriedade já conhecida pelos telespectadores – uma fazenda de 390 hectares em Marília, interior de São Paulo -, a Nilo Imóveis apresentou uma propriedade inédita do norte do Brasil, em Amajari, Roraima.

Entre os destaques desta fazenda, que conta com mais de dois mil hectares, está o preço atrativo da área, que cada dia se valoriza mais naquela região. Segundo Newton Cavalcanti, especialista em comercialização de imóveis rurais, “a propriedade de Amajari já possui tradição na pecuária, mas o fato de o solo ter boa quantidade de argila, torna a terra produtiva e viável para a agricultura – ainda mais que a soja tem ganhado espaço por lá nos últimos tempos.”

Outra informação importante ressaltada por Cavalcanti é que “100% da área da propriedade é aproveitável, ou seja, pode-se plantar nos 2.050 hectares. Ela é altamente produtiva, com capim nativo e solo muito fértil.” O volume hídrico na região se diferencia do restante do Brasil – chuva de abril a setembro -, mas a temperatura permanece alta durante todo o ano.

Além de aptidão para a pecuária e solo favorável para a agricultura, a fazenda conta com uma bela sede, curral, e uma logística privilegiada – a propriedade fica praticamente colada à BR-174, rodovia conhecida como Manaus – Boa Vista.

E do norte do País vamos à região sudeste, para Marília, interior de São Paulo – considerada a capital do alimento. Segundo análise da consultoria Datagro, a grande quantidade de indústrias alimentícias no município tem incentivado a compra de terras. Mas o agronegócio também desempenha papel importante na economia local. A região conta com a produção de cana-de-açúcar, milho, mandioca, amendoim e café.

Então, alguma dúvida de que investir em uma propriedade em Marília é um bom negócio?

Marcos Zambom, consultor da Nilo Imóveis, fala sobre a fazenda de 390 hectares, com tripla aptidão, que está à venda no município: “o imóvel oferece estrutura e possibilidades para pecuária, agricultura e reflorestamento, e conta com logística privilegiada – fica a apenas 18 quilômetros da cidade de Marília.” A sede possui três casas, currais, recursos hídricos (nascentes, represas), e ótimas condições de pagamento.

Quanto ao clima e tempo naquela região, a Desireé Brandt, da Somar Meteorologia, afirma que “é uma região muito favorecida pelo clima, com boa umidade de solo e com pancadas de chuvas mais expressivas a partir de setembro até abril. As temperaturas mantêm-se elevadas durante todo o ano.”

Compartilhe esse post!