A Comissão Técnica Nacional de Biotecnologia (CTNBio) liberou na manhã desta quinta-feira a produção comercial de uma variedade de eucalipto e uma de soja transgênicos. A variedade de eucalipto transgênico H421, da empresa FuturaGene Brasil, foi aprovada por 18 votos a três. Também foi aprovada por 19 a dois, a liberação comercias de semente da soja da Dow Agrosciences resistente ao herbicida 2,4D.

No mês passado, a reunião da CTNBio para a aprovação do eucalipto gerou manifestações do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e da Via Campesina. Na ocasião, os manifestantes destruíram mudas de eucaliptos da Suzano, em São Paulo, e impediram a sequência da votação na reunião da Comissão em Brasília.

Um dos votos contra a liberação é do pesquisador da Escola Superior de Agricultura Luis de Queiroz (Esalq/USP) Paulo Kageyama. Segundo ele, a variedade consome muito mais água do solo e pode agravar a crise hídrica. Kageyama também aponta riscos à saúde humana e à produção e exportação de mel orgânico, já que grande parte vem do néctar do eucalipto.

O relator do processo, Hilton Thadeu Zarate do Couto, também pesquisador da Esalq/USP, nega riscos à saúde humana e prejuízos ambientais. Para ele, há benefícios para o país, como a abertura de mercado internacional.

Fonte: Canal Rural

Compartilhe esse post!