A bovinocultura é um dos principais destaques do agronegócio brasileiro no cenário mundial. O Brasil é dono do segundo maior rebanho efetivo do mundo, com cerca de 200 milhões de cabeças. O programa Giro da Terra da última quarta-feira (28) teve como destaque uma propriedade no município de São Francisco de Assis, localizada no Rio Grande do Sul. De acordo com o consultor da Nilo Imóveis, Juliano Thomas, a fazenda está totalmente preparada para a pecuária, além de já estar adaptada com abastecimento de água natural, possuindo, hoje, duas cabeças por hectare e pasto verde.

Um fator importante, que deve ser levado em consideração pelos produtores pecuaristas é o bom sistema de pastejo. A pastagem de qualidade garante aos animais bom suprimento diário, que atende as suas exigências nutricionais, de forma econômica.

O Brasil possui cerca de 180 milhões de hectares de pastagens, que são divididas em três categorias: natural, nativa e artificial. A pastagem natural possui uma vegetação original composta principalmente de espécies herbáceas e arbustos.

Como exemplo de pastagens naturais podemos citar os campos de São Francisco de Assis (RS). Este tipo específico de pastagem  persiste durante todo o ano, sem necessidade de semeadura, o que traz vantagens econômicas para o pecuarista que pode diminuir seus gastos com a alimentação do rebanho.

A pastagem nativa surge após a destruição parcial ou total da vegetação original, como a  savana, o campo cerrado, o agreste e a caatinga. Já as pastagens artificiais, são pastagens estabelecidas com espécies exóticas ou nativas onde a vegetação original foi excluída.

Confira a entrevista do consultor da Nilo Imóveis, Juliano Thomas, para o programaGiro da Terra, no Canal Rural:

O programa de compra e venda de propriedades agrícolas, Giro da Terra, é exibido segundas, quartas e sextas, a partir das 8h, pelo Canal Rural. Você também pode assistir todos os programas completos no nosso canal do Youtube: http://bit.ly/canalNILORURAL.